Páginas

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Mulheres e os Signos

Mulher de Leão


Leão é o signo do Sol. Tal qual, pode ser brilho ou pode ser fogo. É só uma questão de distância.

Em primeiro lugar as leoninas são estupidamente populares. Inadvertidamente ela acaba se tornando a líder de uma mesa, de um grupo, de um lugar. Governa sobre os outros como uma rainha, mas de uma forma tão bela, cativante e calorosa, que ninguém se incomodará com o fato. E eu não acho que seja bem recomendável provocar uma revolução ou achar que a mesa de bar é a praça da bastilha. Há uma leoa ali, e o que é belo nem sempre é frágil.

Então se ela é uma rainha, você deverá ser... o rei, né isso? É. Enxergou o problema? Não é qualquer um que vai sentar no trono ao lado dela. Ela não vai trocar o sobrenome real dela por um sobrenome qualquer que 8 em cada 10 possuem. (kkk adorei!!!) Mas tudo é possível se sua alma não for pequena, né verdade? (inclusive acrescentar um 'y' e um 'h' no Silva).

Essas mulheres são humanamente irresistíveis. Se elas forem feias você nem vai notar. É que é difícil você enxergar direito com tanta luz e atração saindo pelos poros dela. É necessário uma bela dose de coragem e confiança pra dar em cima das leoninas. Elas tem plena consciencia que são a grande disputa da noite, mercadoria de luxo, o troféu da casa. Convencidas? Ah não não. Elas são tudo isso mesmo, eu é que tô dizendo aqui em voz alta.

Abandone a idéia de que ela lhe seguirá como uma gatinha procurando por carinho. Se dê por satisfeito se ela quer estar com você e por permitir que você possa tocar no coração dela. Isso significa que você se tornou o rei dela, já não basta? Submete-la, nunca. Acredite, você não conhece a ira de uma leonina.

Na maior parte do tempo ela é este ser vivo maravilhoso, dócil, de olhos grandes agradáveis, uma figura plácida e adorável. Mas este é apenas o papel que ela interpreta porque tem feito sucesso até hoje. Basta tirá-la do centro, desmerecer o crédito que ela possui, nivelá-la e demonstrar que você não a acha nada demais que a Leoa deixa revelar as garras que ela esconde e afia diariamente.

Elas adoram ser bajuladas e ganhar presentes. E este pode ser um bom caminho para se começar a cortejar essas meninas. Você precisa estar bem apresentado e tudo tem que ser de um extremo bom gosto. Lembre-se todos os dias: você está dando em cima de uma mulher que faz parte da realeza. Ela é vibrante e magnética. Mas não se submeta também a isso trantando-a como Vossa Majestade. Ela não quer e nem vai transformá-lo num fraco ou desmerecer sua masculinidade. Afinal é você que vai assumir o comando.

A fórmula perfeita pra um relacionamento com elas: impeça que ela o supere sem precisar pará-la. Expresse que você é a ação e ela a intenção. Assim como se, ao dar em cima dela, fosse ela chamando e você indo. Pode nem ser, mas tanto faz. Agora que você a conquistou pode se sentir o tal. Porque elas são tudo e você está com ela.
 
 
 
Mulher de Virgem


É bem provável que você faça uma imagem de mulher delicada, frágil e virginal dessa mulher. Bom, não é bem assim. Na realidade, não é nada assim. As virginianas fazem coisas que nós nunca esperaríamos que elas fizessem. Não é que elas sejam imprevisiveis. Elas agem naturalmente, você é que enxerga errado.

É realmente de ficar de queixo caído com a capacidade das virginianas de ser absolutamente o oposto do que a sua aparência indica. Ela é capaz de enfrentar sozinha um mundo hostil, desbravar o último pedaço virgem da amazonia e procurar pela última espécie de arara azul só para provar que elas ainda existem. Elas parecem porcelana, mas a espinha é de titânio.

Eis o seguinte. A mulher de virgem tem uma visão clássica do amor. E ela é tão pura quanto as águas que nascem nos alpes suíços. Portanto se os olhos dela enxergarem em você imperfeições que batalham com um amor sem falhas que ela acredita ter conhecido ontem, ela não vai hesitar em romper laços antigos. E quando a virginiana termina um relacionamento, o que é fatalmente doloroso, não vê porque amenizar seu corte cirúrgico com anestésicos. Dor dói, não importa o quanto. E o seu conceito de relacionamento é mais coerente e irrefutável do que qualquer documento legal. Ela sabe ser mortalmente prática e divinamente romântica, ao mesmo tempo.

Quando marcar um encontro com a sua amada virginiana, tome o cuidado de não se atrasar. Elas são as discipulas da organização, eficiencia e pontualidade. Não se atrase a menos que queira estragar as coisas. Elas não vão fazer estardalhaço e muito barulho. Mas as virginianas sabem ser beeeeem desagradáveis. Dou a solução: colha algo da natureza para presentea-la, admita o erro e não discuta mais. Você não pode vence-la. Espere. Espere. Espere. Pronto, ela está ótima de novo e nem importa quem venceu.

Treine em casa algumas palavras antes de lidar com virginianas que prezam por uma boa gramática. Não seje, nem menas e nada pra mim dizer. É fundamental. Esteja bem aprensentado, cabelo e barba no lugar, todo trabalhado na impecabilidade. O senso dela de limpeza e organização transita em todos os lugares, inclusive em você.

Não a atormente apertando-a por ai, não fique de beijos demais, não faça espetáculos. Com a virginiana é devagar, graciosamente e com charme. Uma vez que você a tenha, elas serão fiéis assim como são leais a sua idéia de amor e relacionamento. Se ouvir de alguma virginiana que ela traiu alguém, é muito provável que tenha durado muito pouco e aconteceu apenas para ela provar algo para si mesma. Se elas cometem deslizes, sabem enconbri-lo com maestria.

Mas apesar da meticulosidade aborrecida, da chatisse dos dias de chatisse e de seu poder de criticar sem medo, o que você faria sem essa virginiana, né verdade? Há algo de louvável em sua precisão e exigencias. Inegavelmente te faz alguém melhor. O jeito tímido e olhos convictos reservam uma inteligencia encatadora impossivel de resistir, principalmente depois que ela esboça um sorriso e, de repente, parece que ela não é nada mais que nada.

Mas para alguém que ama esta espécie e, principalmente, sente a mão dela em sua própria vida... ela é tudo.

Sutilmente indispensável.

Estou certo?

Nenhum comentário: